sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Exposição Machado de Assis - Museu da Língua Portuguesa




Para os admiradores da nossa língua e do Bruxo do Cosme Velho, vale muito o passeio ao excelente Museu da Língua Portuguesa.

A exposição “Machado de Assis, mas este capítulo não é sério” está organizada como os capítulos de um livro. Cada bloco da exposição tem um título específico e, logo no início da visita, ganhamos uma brochura bem interessante, com um jeitão de folhetim (nela, além da orientação sobre a exposição, há também escritos de Machado que não estão nas salas).

Passamos então a nos aprofundar pelo mundo machadiano, passeando entre trechos de textos de suas obras - passamos pelo Folhetinista, pelos Olhos de Ressaca, pelo Vergalho, pelo Irreal Gabinete de Leitura, entre outros, até cairmos em Delírio.



Capítulo MCMVIII - O Delyrio
Museu da Língua Portuguesa
No corredor do Delírio, podemos observar folhas de rosto das primeiras edições dos livros machadianos, folhas de jornais da época, com trechos de seus folhetins publicados, fotografias, charges...

Foi muito bom poder ver de pertinho alguns originais manuscritos do autor - conhecer-lhe a letra e observar as emendas, as palavras riscadas, substituídas, em algumas páginas. Também interessante é o capítulo Irreal Gabinete de Leitura - nele, podemos nos sentar entre telões que projetam vários tipos de leitores declamando os textos machadianos. Vale parar e ouvir. É como consta na página 38 da brochura:
Machado, voraz leitor, freqüentou por muitos anos o Real Gabinete Português de Leitura. Com centenas de milhares de volumes, foi possível a Machado ler e ter contato com obras e autores que de outra forma ele não teria conseguido, homem de posses modestas. Mas nesta sala, ao contrário do silêncio de uma biblioteca, você ouvirá vozes; De leitores de Machado: porteiros, professores, artistas, escritores, etc.
Um policial lê texto de Machado de Assis
no Irreal Gabinete de Leitura
Museu da Língua Portuguesa

A exposição homenageando o centenário do falecimento de Machado de Assis aberta, a princípio, até o dia 26 de outubro, foi prorrogada e permanecerá até o dia 01/03/2009, de terça a domingo das 10h às 17h (para mais informações sobre a exposição e o funcionamento do museu, é só clicar aqui.).

3 comentários:

McFly disse...

Só até 26?

E não vi falarem muito sobre. Que pena.

Tive a sorte de ver essa exposição algumas vezes. Perdi a de Clarice, mas deixa isso tudo pra lá.

Patrícia C. disse...

Olá, McFly

É uma pena mesmo que a divulgação sobre a exposição do Machado esteja menor do que as anteriores. Tive a oportunidade de visitar a da Clarice - que estava bem mais grandiosa, é verdade (a montagem / cenário e o folheto/livro da exposição estavam primorosos). Contudo, a do Machado também é ótima - o que será que teremos depois desta? Vamos aguardar, né? Um forte abraço e obrigada pela visita!

Patrícia C. disse...

Olá de novo, McFly!
Descobri no site da prefeitura (não consegui acessar o do Museu hoje) que a exposição foi prorrogada até o dia 01/03/2009. Outro abraço, então!